Postagem em destaque

Homem é executado com tiros de 12 no município de Serra do Mel, RN

A Polícia Militar do município de Serra do Mel, distante 35 quilômetros de Mossoró, na região oeste do Rio Grande do Norte,registrou um c...

Corpos de dois presos são retirados de Alcaçuz em Natal; 'duplo homicídio', diz delegado

Um muro de concreto foi erguido dividindo o complexo penal ao meio. De um lado, a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, com os pavilhões 1, 2 e 3. Do outro, o Presídio Rogério Coutinho Madruga, com os pavilhões 4 e 5 (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Corpos de dois presos foram retirados do Complexo Penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga na madrugada desta segunda-feira (26). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). Os mortos ainda não foram identificados.

Delegado de Nísia Floresta, município onde está localizada a penitenciária, Eloy Xavier disse que os detentos foram assassinados, mas que ainda não tem como apontar quem são os autores nem as circunstâncias do duplo homicídio.

Os corpos estavam no Pavilhão 5 da unidade, como é mais conhecido o Presídio Rogério Coutinho Madruga, anexo de Alcaçuz.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) e aguarda posicionamento sobre o ocorrido.

Superlotação

Essas foram as primeiras mortes em Alcaçuz após o massacre de janeiro de 2017, quando 26 presos foram mortos durante uma briga envolvendo membros de duas facções criminosas.
Atualmente, o complexo possui aproximadamente 2.100 detentos, quase o dobro de quando estourou a rebelião. Deste total, mais de 1.000 estão somente no Pavilhão 5, que possui capacidade para 400 presos.

G1 RN

Nenhum comentário