Postagem em destaque

Colisão frontal entre carro e moto na BR 304 em frente a Porcellanati deixa casal gravemente ferido

Um casal (não temos os nomes), que trafegava em uma motoneta Traxx Moby de cor branca, pela BR 304 no sentido Nova Mossoró/Redenção, fico...

Com cheia de Rio comunidades ficam sem acesso a zona urbana em Felipe Guerra.

Passagem molhada de boqueirão/Foto Marcio Costa
Em Felipe Guerra algumas comunidades Rurais voltam a enfrentar o antigo problema com a cheia do Rio Apodi/Mossoró, a cada ano de inverno muitas comunidades rurais do município ficam ilhadas sem acesso a zona urbana.

Comunidades como, Boqueirão, tabuleiro, riacho preto, São Lourenço I e II, passagem funda, rosário, fazenda nova, Pindoba I e II, Santana em Felipe Guerra e outras comunidades rurais dos municípios vizinhos de Caraúbas e Apodi, sofrem com a cheia do rio, pois ficam sem acesso a zona urbana do município de Felipe Guerra.

Chuva que traz esperanças aos sertanejos e transtornos para quem precisa ir e vim à zona urbana da cidade. Enquanto isso os canoeiros já se preparam para faturar, na passagem de São Lourenço a famosa e conhecida canoa de “Zé Damião” está sendo concertada e logo estará pronta para fazer a travessia dos populares.
Canoeiros já se preparam para a travessia da população/Foto Marcio Costa
A população cobra também do prefeito municipal uma ponte ou passagens molhadas que foram prometidas e ate o momento não foram construídas, passagens molhadas deveriam ser construídas pelo Governo Municipal, isso acabaria com a reincidência do problema a cada inverno enfrentado pelos moradores da zona rural.
Passagem das comunidades de Passagem Funda, Rosário e Fazenda Nova/Foto Marcio Costa

Passagem que da acesso a comunidade brejo boqueirão pela vaze-a/Foto Marcio Costa

Passagem de São Lourenço/Foto Marcio Costa


Nenhum comentário