Postagem em destaque

Mulher cochila no volante e capota veículo várias vezes na BR-226 entre Campo Grande e Triunfo Potiguar

Na manhã desta segunda-feira, 12/11, foi registrado um acidente tipo capotamento nas proximidades da entrada dos Tanques, na BR-226, entre...

PM faz buscas por espingardas e fuzil AK-47 de facção em favela de Natal

Fotos com criminosos armados circulam nas redes sociais (Foto: Reprodução)
Ainda nesta quinta, a Sesed informou que tomou conhecimento do fato e que o serviço de Inteligência já estava apurando a veracidade das fotografias. Em uma das imagens, há a sigla de uma facção criminosa e a palavra 'Natal' que foram formadas com munições. A Secretaria de Segurança comunicou ainda que a PM faria operações para intensificar o policiamento nas possíveis áreas onde as imagens foram captadas. Por fim, a secretaria comunicou que em 2016 foram apreendidas cerca de 500 armas de fogo no Rio Grande do Norte.
O fuzil de assalto AK-47, que surgiu na União Soviética em 1947, é o fuzil mais fabricado do mundo. É conhecido pela facilidade de produção em massa, operação e manutenção, além de estabilidade em baixas e altas temperaturas. De acordo com especialistas, o AK-47 tem a fabricação de baixo custo e pode disparar até 600 tiros por minuto.
'Missão Japão': imagem com várias armas foi divulgada nas redes sociais logo após o confronto na comunidade (Foto: Reprodução/Redes Sociais)'Missão Japão': imagem com várias armas foi
divulgada nas redes sociais logo após o confronto
na comunidade (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
'Missão Japão'
Na sexta-feira da semana passada, dia 27, uma outra facção criminosa também postou em redes sociais uma foto na qual aparecem sete armas de fogo. A imagem começou a circular logo após um confronto de dois grupos rivais na 'Favela do Japão', como é mais conhecida a comunidade Novo Horizonte, no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal. Na ocasião, um jovem de 20 anos foi morto.

Em resposta à fotografia, o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, Ronaldo Lundgren, disse que a imagem "é uma propaganda interna de uma facção criminosa que não tem efeito nenhum de intimidação”, que “as facções que atuam no estado são grupos desorganizados e fracos", e que "de forma nenhuma as forças policiais mudarão a forma de agir”. A ordem, ainda de acordo Lundgren, “é ir pra cima”.
Aproximadamente 20 quilos de drogas foram apreendidos durante as buscas realizadas durante a Operação Mosquito, realizada na Zona Oeste de Natal (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
G1 RN

Nenhum comentário